Notícias

Apesar das condições adversas, Negrão e Jimenez marcam pontos em Goiânia

  • 06.11.2016
  • Categoria: Stock Car
  • Fonte: FGCom

Chuva trouxe emoção na disputa da antepenúltima etapa da temporada

Foram duas corridas cheias de emoção. A garoa, que começou a cair na madrugada deste domingo (dia 6), continuou durante o dia e marcou a disputa da 10ª e antepenúltima etapa da Stock Car no autódromo internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO).

Na Corrida Principal, vitória de Rubens Barrichello, que largou na pole position, com o líder Felipe Fraga em segundo e Valdeno Brito em terceiro. Na segunda prova, alguns pilotos arriscaram não parar para o reabastecimento – já que a bateria inicial começou e teve intervenções do Safety Car – e a estratégia deu certo para alguns, dentre eles o vencedor Átila Abreu. Thiago Camilo, que parou, foi o segundo e Diego Nunes , que fez a mesma estratégia de Abreu, foi o terceiro.

Na equipe Cavaleiro Sports, Xandinho Negrão e Sérgio Jimenez tiveram duas corridas complicadas, mas conseguiram “salvar” alguns pontos. Negrão partiu dos boxes na Corrida Principal e terminou em 14º. Já Jimenez teve problemas no desembaçador do para-brisa e ainda levou um toque, que danificou o carro e o obrigou a parar. Na segunda corrida, Negrão esperava por um Safety Car, para arriscar não parar, mas o carro de segurança não “apareceu” na pista e o piloto precisou abastecer e ficou fora dos pontos. Jimenez conseguiu desenvolver bom ritmo e terminou em 11º, marcando pontos.

“A primeira corrida foi muito loteria. Fiz as primeiras 10, 15 voltas, sem enxergar praticamente nada, só tentando me manter na pista. Fui me segurando e deu pra chegar em 14º. Depois de todos os problemas, acho que foi um bom resultado”, comentou Negrão, que correu pela primeira vez na pista goiana.

“Na segunda corrida, nós dependíamos de um safety car para tentar ir até o final sem parar, mas não aconteceu e eu ainda levei um toque por trás, no meio da prova, cai pro final. Enfim, foi uma corrida mais pra cumprir tabela”, lembrou o piloto do Stock #99, que cruzou a linha de chegada em 17º.

Já Jimenez, que tem seis Top-10 na temporada, lamentou o final de semana complicado. “Levei o toque, mas já não estava enxergando. Eu ia parar naquela volta, porque deu um problema no meu para-brisa, meu desembaçador não funcionava e eu não enxergava nada. Largou a primeira vez, eu já ia entrar para os boxes. Mas logo deu Safety Car e fiquei tentando fazer ele funcionar, mas não deu. E, quando eu ia entrar, levei o toque e danificou o carro”, contou o piloto do Stock #73.

“Deu tempo de arrumar o carro e sair para a segunda prova e foi uma boa corrida, mas não contamos com a sorte. Alguns pilotos conseguiram terminar sem abastecer. Foi um final de semana frustrante, agora precisamos rever tudo e tentar voltar a evoluir”, finalizou Jimenez.

A 11ª e penúltima etapa da Stock Car acontecerá no dia 20, em Curvelo (MG), que receberá a Stock Car pela primeira vez.

A equipe Cavaleiro Sports está em sua terceira temporada na Stock Car e este ano tornou-se parceira da Hot Car/Bardahl.


Os resultados das corridas em Goiânia:

Corrida 1
1-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – 28 voltas em 48min00s997 (média de 134,1 km/h)
2-) 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) – a 3s822
3-) 77 Valdeno Brito (TMG Racing) – a 8s930
4-) 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – a 17s375
5-) 70 Diego Nunes União (Química Racing) – a 24s161
6-) 4 Julio Campos (C2 Axalta Racing) – a 27s662
7-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 28s655
😎 63 Nestor Girolami (Eisenbahn Racing Team) – a 30s064
9-) 51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 33s618
10-) 12 Lucas Foresti (Full Time-ProGP) – a 35s931
11-) 25 Tuka Rocha (RZ Motorsport) – a 37s423
12-) 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 50s859
13-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 52s406
14-) 99 Xandynho Negrão (Cavaleiro Sports) – a 54s589
15-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) – a 55s266
16-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 1min18s592
17-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Axalta Racing) – a 1min31s232
18-) 9 Guga Lima (TMG Racing) – a 1 Volta
19-) 8 Rafael Suzuki (Vogel Motorsport) – a 1 volta
20-) 117 Guilherme Salas (RZ Motorsport) – a 1 volta
21-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 4 voltas
22-) 0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 7 voltas
NÃO COMPLETARAM
23-) 26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) – a 14 voltas
24-) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 17 voltas
25-) 5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) – a 18 voltas
26-) 73 Sergio Jimenez (Cavaleiro Sports) – a 18 voltas
27-) 110 Felipe Lapenna (Hot Car Competições) – a 19 voltas
28-) 18 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 24 voltas
29-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – sem tempo
MELHOR VOLTA: Felipe Fraga, 1min33s319 (147,9 km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Corrida 2
1-) 51 Átila Abreu (Shell Racing) – 19 voltas em 31min41s529 (média de 137,9 k/h)
2-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 1s825
3-) 70 Diego Nunes (União Química Racing) – a 6s473
4-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 10s351
5-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 10s566
6-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 12s613
7-) 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – a 14s612
😎 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 16s142
9-) 9 Guga Lima (TMG Racing) – a 17s119
10-) 117 Guilherme (Salas RZ Motorsport) – a 19s913
11-) 73 Sergio Jimenez (Cavaleiro Sports) – a 22s241
12-) 8 Rafael Suzuki (Vogel Motorsport) – a 23s072
13-) 110 Felipe Lapenna (Hot Car Competições) – a 23s146
14-) 5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) – a 24s314
15-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 40s024
16-) 25 Tuka Rocha (RZ Motorsport) – a 1min09s148
17-) 99 Xandynho Negrão (Cavaleiro Sports) – a 1min19s239
18-) 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) – a 1 volta
19-) 4 Julio Campos (C2 Axalta Racing) – a 1 volta
20-) 77 Valdeno Brito (TMG Racing) – a 1 volta
21-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) – a 1 volta
22-) 12 Lucas Foresti (Full Time-ProGP) – 1 volta
23-) 63 Nestor Girolami (Eisenbahn Racing Team) – a 2 voltas
NÃO COMPLETOU
24-) 0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – 6 voltas
25-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Axalta Racing) – a 10 voltas
EXCLUÍDO
26-) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 19 voltas
MELHOR VOLTA: Thiago Camilo, 1min32s829 (148,7 k/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Classificação do campeonato, após dez etapas (Top-10):
1- Felipe Fraga 252 pontos
2- Rubens Barrichello 223
3- Valdeno Brito 189
4- Marcos Gomes 165
5- Max Wilson 159
6- Diego Nunes 159
7- Daniel Serra 157
8- Vitor Genz 149
9- Átila Abreu 146
10- Cacá Bueno 138
17- Sérgio Jimenez 101
31 – Xandinho Negrão 22

Mais informações sobre a equipe:
https://www.facebook.com/cavaleirosports
https://www.instagram.com/cavaleiro_sports/

  • Tags:
  • Compartilhamento:

Categorias

Visualizar notícias por: