Notícias

BMW Team Brasil garante top-10 em Paul Ricard e marca os primeiros pontos no Endurance Series

Trio formado por Sérgio Jimenez/Felipe Fraga/Átila Abreu mostra evolução e conclui os 1000 km de Paul Ricard na 13ª posição no geral e nono na categoria ProCup marcando dois pontos na série de longa duração. Próxima etapa do Endurance será as 24h de SPA, no fim de julho

O BMW Team Brasil demonstrou, neste sábado (20), um grande poder de reação e uma estratégia bastante eficiente para completar os 1000 km de Paul Ricard em 13º no geral e em nono na categoria Pro Cup, depois de largar da 31ª posição, praticamente no meio do grid. Com o resultado, o time de Antonio Hermann e Washington Bezerra marcou seus primeiros pontos na Série Endurance. Após seis horas de prova, válida pela terceira etapa do Blancpain Endurance Series, a vitória ficou com o trio Katsumasa Chiyo/Wolfgang Reip/Alexander Buncombe, do Nissan #23, que travou uma boa briga com Bentley #7, de Guy Smith/Andy Meyrick/Steven Kane, especialmente nas voltas finais. A próxima etapa do Endurance é a emblemática 24h de SPA, no final de julho (o evento será de 21 a 26), antes, no dia 05, o BMW Team Brasil participa da quarta etapa da Série Sprint, em Moscou.

Cada piloto do elenco verde e amarelo foi responsável por fazer um stint de aproximadamente duas horas cada. Durante as 171 voltas de disputa, foram necessárias, no total, seis paradas no box para abastecimento e troca de pneus, uma a mais do que o time havia previsto, por conta de um furo de pneu na terceira hora de corrida, além de duas pausas para a mudança de pilotos. Com o nono lugar na ProCup, o BMW Team Brasil marcou seus dois primeiros pontos no Endurance Series. O outro brasileiro presente na prova, Bruno Senna, completou a prova em 21º, ao lado de Álvaro Parente e Adrian Quaife-Hobbs, na MCLaren 650 S GT3 #59.

Sérgio Jimenez ficou a cargo da primeira parte da corrida. O piloto de Piedade fez boa largada, escapou de acidentes e em pouco menos de uma hora de prova já ocupava a 17ª posição. Há poucas voltas para a troca de pilotos, o paulista estava em 13º. Depois de impor bom ritmo, e de conquistar mais de 15 posições na pista, Jimenez passou o BMW #77 para Felipe Fraga.

“No meu stint, eu consegui escapar de três acidentes na minha frente, e isso salvou nossa corrida. O ritmo era bom sempre. Eu cheguei a estar à frente do BMW #46 quando fui pra box, e ele chegou em terceiro, sinal que estávamos bem competitivos. Entreguei o carro pro Fraga em 13º. No stint dele, na sexta volta, ele se enroscou com outro concorrente e isso furou nosso pneu. O que nos fez perder uma volta. Muita pena. Foi muito bom, especialmente, se levarmos em conta todos esses problemas que tivemos. Não fosse essas coisas, teríamos completado no top-5. Temos muito potencial e mostramos isso. Agora é verificar o que quebrou, e fazer a revisão completa, porque se fosse as 24h, ainda teríamos mais 18 horas de prova”, avaliou o piloto de Piedade, satisfeito com o resultado.

Na segunda parte da prova, o tocantinense Felipe Fraga soube manter o bom ritmo do BMW da equipe brasileira. O jovem de 19 anos andou sempre entre os melhores. Ele chegou a estar em nono, mas teve um pneu furado em uma disputa com outro competidor, o que dificultou seu trabalho. Poucos antes de ir para o boxe para a troca de pilotos, Fraga ocupava a 12ª posição, quando passou a máquina para o companheiro Átila Abreu.

“Foi muito bom. No meu stint eu estava entre os três mais rápidos da pista, tinha um ritmo incrível. Fiquei muito feliz com meu trabalho e o da equipe, que fez um pit stop muito bom. Recuperei várias posições, de 17º pra nono, e isso porque tive um pneu furado e precisei usar quase uma hora só para recuperar a nona posição. Se não fosse isso, acredito que teríamos ficado entre os cinco primeiros, mas foi bom mesmo assim”, contou o tocantinense, também demonstrando satisfação com o resultado da etapa em Paul Ricard.

Átila foi responsável por fazer a última parte da prova, ou seja, a parte noturna da corrida. O sorocabano também fez bonito e manteve o forte ritmo e bom trabalho iniciado por seus companheiros Jimenez e Fraga. Nas voltas finais de prova, o sorocabano, impôs um ritmo ainda mais forte, e conseguiu assumir a décima posição no geral, mas uma quebra na suspensão traseira na última volta lhe tirou o posto. Mesmo assim, ele cruzou a linha de chegada em 13º, sendo o nono colocado na categoria ProCup, fato que garantiu dois pontos ao elenco brasileiro no campeonato de Endurance.

“Foi uma corrida movimentada e conseguimos os primeiros pontos no campeonato. Terminamos em nono na categoria. Uma pena essa quebra na última volta. Mas, conseguimos terminar nos pontos, mesmo perdendo duas posições no final. Foi nossa primeira vez em corrida noturna, primeira prova realmente longa. Guiar à noite é diferente, muda um pouco sua referência de freadas e de profundidade. Tem algumas coisas que já observamos que dá para melhorar, afinal não treinamos nenhuma vez à noite. E o carro muda um pouco o comportamento do dia para a noite. E já sabemos o que é. De maneira geral, foi bem legal e estou contente. Foram os primeiros pontos da equipe no Endurance e um grande aprendizado para todos. Tínhamos potencial para chegar mais à frente, mas com um pneu furado acabamos fazemos uma parada a mais e perdemos uma volta, com relação ao líder. O importante é o aprendizado e esforço de toda equipe. Agora é se preparar para as 24h, que é um desafio maior. Parabéns a todos os envolvidos”, declarou o piloto de Sorocaba.

Resultado da 3ª etapa do Blancpain Endurance Series – 1000 km de Paul Ricard:
1) PRO #23 Alex Buncombe, Wolfgang Reip and Katsumasa Chiyo (Academy Team RJN GT-R Nismo, Nissan GT) 171 voltas
2) PRO #7 Smith/Meyrick/Kane (Bentley M-Sport, Bentley Bentley Continental GT3), a 7.988
3) PRO #46 Paltalla/Luhr/Martin (BMW Sports Trophy Team Marc VDS Z4, BMW Z4), a 10.190
4) PRO Nico Bastian, Stef Dusseldorp, Daniel Juncadella (ROWE Racing Mercedes SLS AMG GT3), 52.995
5) PAM #11 Broniszewski/Bonacini/Lyons (Kessel Racing, Ferrari 458 Italia), a 1:39.014
6) PRO #63 Giovanni Venturini/Adrian Zaugg/Mirko Bortolotti, (GRT Grasser, Lamborghini Huracan), a uma volta
7) PRO #20 Vautier/Moullin Traffort/Pier Guidi (Akka ASP, Ferrari 458 Iyalia),a uma volta
8) PAM #18 Oliver Morley, Sean Johnston, Maro Engel (BlackFalco, Mercedes SLS AMG GT3), a uma volta
9) PRO #75 Salaquarda/Bonanomi/Vervisch (ISR, Audi R8 LMS Ultra), a uma volta
10) PAM #51 Guedes/Cameron/Griffin (AF Corse, Ferrari 458 Italia), a uma volta
11) PAM #70 Karachev/Vasilyev/Asmer (GT Russian Team Viatti, Mercedes SLS AMG GT3), a uma volta
12) PRO #8 Buhk/Soulet/Soucek (Bentley M-Sport, Bentley Continental GT3), a duas voltas
13) PRO #77 Sérgio Jimenez/Felipe Fraga/Átila Abreu, (BMW Sports Trophy Team Brasil, BMW Z4), a duas voltas

Para mais informações sobre a equipe acesse:
www.bmwteambrasil.com.br
Facebook: facebook.com/bmwteambrasil
Twitter: twitter.com/bmwteambrasil

Informações para Imprensa
FGCom
Fernanda Gonçalves / Beatriz de Paula
Tel: 11 4116-5509
fernanda@fgcom.com.br / beatriz@fgcom.com.br
www.fgcom.com.br

Marketing
HUB-LUB

Beto Juliano
Tel. 11 5531.8794
contato@hub-lub.com.br

  • Tags: 1000 km de Paul Ricard, 3ª etapa, Blancpain Endurance Series, BMW Team Brasil, Endurance Series, Paul Ricard,
  • Compartilhamento:

Categorias

Visualizar notícias por: