Notícias

[Coluna Revista Racing] Evoluir mais rápido

Oi, pessoal

Tivemos duas corridas da Stock tão próximas que esperei para escrever uma coluna já falando de tudo, até porque agora teremos um mês de “folga” até a etapa de Londrina.

Bom, primeiro, tivemos a etapa de Curvelo, que pela segunda vez recebeu a Stock Car. A pista passou por mudanças com relação ao ano passado, visando a segurança. O traçado ficou menor, agora com 3.330 metros e ficou parecido com um circuito de rua. Como integrante da ABPA (Associação Brasileira de Pilotos de Automobilismo), fui um dos representantes para verificar as mudanças e considero muito importante este trabalho para a melhoria dos nossos autódromos.

Na pista, infelizmente, não conseguimos um resultado muito positivo. Até largamos numa posição razoável (16º) e ficamos a apenas dois milésimos de entrar no Q2. Mas, mesmo assim, não tivemos uma performance bacana nas corridas. Acabamos não acertando muito bem a estratégia e não tivemos nem a corrida 1, nem a corrida 2 tão boas como esperávamos.

No Velo Città, uma pista nova para todo mundo, estávamos esperançosos para andar legal. Mas, infelizmente, tivemos muitas dificuldades com o carro, desde o shakedown. A gente tinha um problema de “frente” crônico e não conseguimos resolver até a classificação. Até que pra corrida a gente deu uma “virada” no carro muito grande e no warm up, no domingo de manhã, já percebemos que melhorou, evoluiu e isso foi muito bacana, pois já criou uma expectativa boa.

Para as corridas, a gente mexeu novamente para o mesmo lado e funcionou também. Conseguimos crescer e fomos coroados com um bom resultado, com o sétimo lugar. Poderíamos até estar no pódio, mas faltou um pouquinho de sorte na estratégia do pit, mas valeu. Foram bons pontos, estávamos competitivos, andamos com o pessoal da frente, sempre virando rápido.

Na corrida 2, infelizmente, me envolvi em um acidente e acabei fora da disputa. O Galid (Osman) usou o push e eu me defendi. Consegui me manter por dentro e ele escorregou na segunda curva. Eu olhei no espelho e ele não estava do meu lado e na hora que eu fui fazer a curva ele ‘deu’ na minha roda traseira e eu rodei. Levei o toque por trás e fui punido. Sinceramente, não consegui entender o drive thru, mas pior que isso foi ter ficado com o carro todo desalinhado e não poder continuar.

Agora temos de tentar seguir esta mesma linha, continuar este mesmo trabalho e ver se a gente consegue ter um carro competitivo logo de início na próxima etapa. É isso que está faltando pra gente. A gente sempre está um dia atrás dos outros e a gente precisa continuar trabalhando forte pra chegar melhor no fim de semana. A evolução existe, mas está sendo lenta no fim de semana. Precisamos chegar melhor e evoluir mais rápido pra conseguir subir.

Vimos que com o carro com uma performance melhor a gente já incomodou, então se conseguirmos ter um carro bom, vamos brigar pela ponta mais vezes.

Valeu pela torcida de todos e até a próxima!

Sérgio Jimenez

 

  • Tags:
  • Compartilhamento:

Categorias

Visualizar notícias por: