Notícias

Jimenez coloca C2 Team na segunda colocação

  • 05.04.2015
  • Categoria: Stock Car
  • Fonte: MS2 Comunicação Integrada

Em apenas duas corridas pelo time paranaense, o paulista levou a C2 Team ao pódio

O domingo de Páscoa foi marcado por uma tumultuada corrida nas ruas de Ribeirão Preto/SP, onde a chuva marcou a primeira parte da disputa e a pista seca fechou o final de semana e fez valer o talento de Sergio Jimenez com a ótima estratégia da C2 Team, que no pitstop optou pela troca do pneu de chuva pelo slick.

Desta forma, Jimenez pela ordem do grid era o primeiro piloto de pneu silck, o que deu muito certo. Em sua segunda corrida pela C2 Team, que faz sua segunda temporada na categoria, o piloto que na temporada passada disputou o título, levou a equipe a segunda colocação.

“Optamos por fazer um carro mais para a chuva e a estratégia foi acertada. Éramos muito rápidos, mas essa pista é muito ruim de ultrapassar, muito difícil. O pessoal estava jogando muito duro, mas consegui ir escalando pouco a pouco. Quando começou a secar a pista éramos um dos mais rápidos. Em uma disputa com o Galid acabei tentando fazer uma ultrapassagem por fora, forcei um pouco, escorreguei e nos tocamos. Coisa de corrida, optei por passar reto. Até daria para fazer a curva, mas não arrisquei, fiz um 360 e acabei voltando em 16º”, falou sobre corrida 1.

“Falei para a equipe que a pista estava seca. Fizeram as contas para ver se valia a pena parar e trocar os pneus, e a estratégia foi perfeita. Paramos na hora exata. Fomos os primeiros de slick, mas os pilotos com pneus de chuva também estavam rápidos e dificultaram muito as ultrapassagens. Com isso, perdemos a vantagem de estar com o pneu slick na frente. O Tuka (Rocha) acabou me passando no push, perdemos a corrida ali. Mas estou bastante contente, o trabalho foi ótimo. Começar com um segundo lugar e próximo ao líder do campeonato é muito bom. É importante fazermos muitos pontos e chegar no final do campeonato disputando o título, temos muito trabalho pela frente. A equipe evoluiu muito da etapa anterior para essa, mas vamos melhorar ainda mais”, finalizou o piloto do carro #73.

Companheiro de equipe de Jimenez, Casagrande foi um dos grandes destaques da primeira corrida. Mas uma punição infundada, acabou custando caro, estragando todo um grande trabalho no final de semana e impedindo o jovem piloto de conquistar um grande resultado.

“A primeira corrida foi muito boa pra mim, tínhamos um ritmo muito bom, fazendo as melhores voltas, uma atrás da outra. O carro estava bem acertado e estávamos escalando o pelotão de uma maneira limpa. Até que eu fui tocado pra fora da pista, e recebi uma penalização de drive through. Não entendi o por quê, mas acabei sendo excluído da prova. Então perdi meus pneus e pushs, com isso tive que largar em último na segunda corrida. Cheguei a estar em décimo, mas perdi uma posição na última volta, e terminei em 11º;. O carro estava bem difícil de guiar. Acabamos ficando quase sem freios, pela temperatura alta que chegou aqui, mas estou muito feliz pelo pódio do Jimenez, ele merece, esta fazendo um excelente trabalho com a equipe. Sei que as coisas estão só começando a melhorar e a gente tem muito o que conquistar esse ano”, destacou Casagrande.

A próxima etapa da Stock Car, acontece no Velopark, em Nova Santa Rita/RS, no dia 26 de abril.

Resultado da 1ª bateria:
1. 0 – Cacá Bueno – Red Bull Racing. – 38 voltas em 49min43s932
2. 80 – Marcos Gomes – Voxx Racing Team – a 1s477
3. 4 – Julio Campos – Prati-donaduzzi – a 9s335
4. 21 – Thiago Camilo – Ipiranga-RCM – a 13s527
5. 28 – Galid Osman – Ipiranga-RCM – a 28s413
6. 111 – Rubens Barrichello – Full Time Sports – a 29s786
7. 18 – Allam Khodair – Full Time Sports – a 30s697
8. 46 – Vitor Genz – Boettger Competições – a 31s153
9. 70 – Diego Nunes – Vogel Motorsport – a 36s898
10. 1 – Antonio Pizzonia – Prati-donaduzzi – a 41s866
11. 73 – Sérgio Jimenez – C2 Team – a 1 volta
12. 25 – Tuka Rocha – União Química Racing – a 1 volta
13. 8 – Rafael Suzuki – RZ Motorsport – a 2 voltas
14. 110 – Felipe Lapenna – Schin Racing Team – a 2 voltas
15. 2 – Rafa Matos – Schin Racing Team – a 2 voltas
16. 51 – Átila Abreu – AMG Motorsport – a 2 voltas
17. 3 – Bia Figueiredo – União Química Racing – a 3 voltas
18. 14 – Luciano Burti – RZ Motorsport – a 4 voltas
19. 26 – Raphael Abbate – Hot Car Competições – a 5 voltas
20. 72 – Fábio Fogaça – Hot Car Competições – a 6 voltas
21. 5 – Denis Navarro – Vogel Motorsport – a 7 voltas
22. 12 – Lucas Foresti – AMG Motorsport – a 14 voltas
23. 11 – Cesar Ramos – Cavaleiro Racing Sports – a 14 voltas
24. 29 – Daniel Serra – Red Bull Racing – a 19 voltas
25. 10 – Ricardo Zonta – Shell Racing – a 25 voltas
26. 74 – Popó Bueno. Cavaleiro Racing Sports – a 35 voltas
27. 90 – Ricardo Maurício – Eurofarma RC – a 10.751*
28. 65 – Max Wilson – Eurofarma RC – a 17.353*
29. 83 – Gabriel Casagrande – C2 Team – a 31.574**
30. 77 – Valdeno Brito – Shell Racing – a 36s314
31. 88 – Felipe Fraga – Voxx Racing Team – a 1 volta
Melhor volta: Rafa Matos com 1min12s136
*Exclusão por troca de pneu após a bandeirada
**Exclusão por não cumprir drive-through

Resultado da 2ª bateria:
1. 25 – Tuka Rocha – União Química Racing – 22 voltas em 30min22s214
2. 73 – Sérgio Jimenez – C2 Team – a 1s223
3. 51 – Átila Abreu – AMG Motorsport – a 2s042
4. 5 – Denis Navarro – Vogel Motorsport – a 8s906
5. 14 – Luciano Burti – RZ Motorsport – a 11s310
6. 111 – Rubens Barrichello – Full Time Sports – a 15s696
7. 46 – Vitor Genz – Boettger Competições – a 15s787
8. 4 – Julio Campos – Prati-donaduzzi – a 16s535
9. 1 – Antonio Pizzonia – Prati-donaduzzi – a 17s039
10. 80 – Marcos Gomes – Voxx Racing Team – a 17s330
11. 83 – Gabriel Casagrande – C2 Team – a 17s743
12. 8 – Rafael Suzuki – RZ Motorsport – a 17s862
13. 18 – Allam Khodair – Full Time Sports – a 20s263
14. 28 – Galid Osman – Ipiranga-RCM – a 42s389
15. 70 – Diego Nunes – Vogel Motorsport – a 1 volta
16. 21 – Thiago camilo – Ipiranga-RCM – a 1 volta
17. 26 – Raphael Abbate – Hot Car Competições – a 2 voltas
18. 11 – Cesar Ramos – Cavaleiro Racing Sports – a 10 voltas
19. 0 – Cacá Bueno – Red Bull Racing – a 11 voltas
20. 10 – Ricardo Zonta – Shell Racing – a 15 voltas
21. 72 – Fábio Fogaça – Hot Car Competições – a 15 voltas
22. 65 – Max Wilson – Eurofarma RC – a 15 voltas
23. 90 – Ricardo Maurício – Eurofarma RC – a 15 voltas
24. 74 – Popó Bueno – Cavaleiro Racing Sports – a 15 voltas
25. 77 – Valdeno Brito – Shell Racing – a 15 voltas
26. 12 – Lucas Foresti – AMG Motorsport – a 15 voltas
27. 110 – Felipe Lapenna – Schin Racing Team – a 20 voltas
28. 2 – Rafa Matos – Schin Racing Team – a 20 voltas
Não largaram
29. 88 – Felipe Fraga – Voxx Racing Team – sem tempo
30. 3 – Bia Figueiredo – União Química Racing – sem tempo
31. 29 – Daniel Serra – Red Bull Racing – sem tempo
Volta mais rápida: Rubens Barrichello com 1min10s487

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO:
1. Cacá Bueno – 33 pontos
2. Marcos Gomes – 31
3. Julio Campos – 29
4. Allam Khodair – 27
5. Sergio Jimenez – 26
6. Thiago Camilo – 25
7. Rubens Barrichello – 24
8. Tuka Rocha – 23
9. Vitor Genz – 21
10. Galid Osman – 20
11. Antonio Pizzonia – 17
12. Átila Abreu – 16
13. Felipe Fraga – 15
14. Diego Nunes – 13
15. Ricardo Mauricio – 12
16. Luciano Burti – 12
17. Denis Navarro – 11
18. Rafael Suzuki – 11
19. Max Wilson – 7
20. Felipe Lapenna – 6
21. Raphael Matos – 5
22. Valdeno Brito – 5
23. Gabriel Casagrande – 5
24. Bia Figueiredo – 3
25. Daniel Serra – 1
26. Raphael Abbate – 1
27. Lucas Foresti – 0
28. Cesar Ramos – 0
29. Alceu Feldmann – 0
30. Ricardo Zonta – 0
31. Fabio Fogaça – 0
32. Popó Bueno – 0
33. Felipe Maluhy – 0​

  • Tags: 2ª etapa, C2 Team, P2, Pódio, Ribeirão Preto, Stock Car,
  • Compartilhamento:

Categorias

Visualizar notícias por: