Notícias

Sérgio Jimenez conquista mais um Top-10 e Xandinho Negrão pontua em seu retorno

  • 16.10.2016
  • Categoria: Stock Car
  • Fonte: FGCom

Equipe Cavaleiro Sports segue marcando pontos na temporada após nona etapa em Curitiba

Os resultados poderiam ter sido ainda melhores, mas diante das circunstâncias os pilotos da equipe Cavaleiro Sports, Sérgio Jimenez e Xandinho Negrão, deixaram o autódromo internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), conscientes de que fizeram o possível para marcar bons pontos na nona etapa da Stock Car.

Nas duas corridas deste domingo (16), Negrão foi o 12º colocado na primeira prova e conquistou 12 pontos no seu retorno à principal categoria do automobilismo nacional (não completou a segunda). Já Jimenez foi obrigado a abandonar a primeira prova, após uma batida, mas foi em busca da recuperação na segunda bateria e conquistou mais um Top-10, terminando em sétimo.

Felipe Fraga largou da pole e venceu com tranquilidade a primeira corrida, ampliando sua vantagem na liderança. Thiago Camilo ficou com a vitória na prova seguinte. Goiânia (GO) será a sede da 10ª etapa do ano no dia 6 de novembro.

Apesar de chegar ao seu sexto Top-10 na temporada, Jimenez não teve vida fácil em Curitiba. “Na primeira corrida, eu larguei bem, ganhei algumas posições e por uma falta de sorte alguém acertou o Max (Wilson), ele imbicou para fora da pista no Bico de Pato e eu estava ali. Me atingiu com tudo, uma porrada seca. Quebrou o spliter e ficou a carenagem pegando no pneu. Eu ainda continuei para ver se soltava, mas como era o spliter não teve jeito. Tive que abandonar logo na largada”, contou Jimenez.

“Arrumamos o carro, amarramos com arame e conseguimos sair para a última volta e largar na segunda corrida”, continuou o piloto de Piedade, no interior de São Paulo.

“Larguei bem também, vinha bem, num ritmo bom e comecei a tomar porrada de tudo que é lado. Tomei de atrás, na frente, me rodaram e deu sétimo no final. Poderia ter brigado pelo pódio. Eu estava na frente do Thiago (Camilo), brigando com ele e ele ganhou a corrida. Ele estava mais rápido, mas poderia ter acompanhado, brigando pelo pódio”, acredita.

“Foi um fim de semana difícil para nós. Fizemos alguns pontos para a equipe, mas para mim foi um fim de semana que as coisas não se encaixaram. Faz parte, não é todo dia que a gente consegue acertar e vamos para a frente”, concluiu o piloto do Stock #73.

Já Xandinho conseguiu um bom resultado na primeira prova. Foi o 12º depois de largar dos boxes. “As provas foram boas. Tentamos a estratégia contando com um safety car e largamos do box para tentar ir para a segunda prova. Acabou que o safety car não veio, então mudamos a estratégia para a primeira prova, contando que ainda pudesse dar um safety na segunda”, explicou o piloto de Campinas (SP).

“Fomos até o limite, chegamos em 12º e na segunda corrida demos umas 14 ou 15 voltas, o carro começou a falhar e tivemos que parar. Como estava atrás, resolvemos economizar pneu para as próximas etapas. Mas foi positivo, na corrida eu consegui melhorar meu ritmo no carro e voltar a ter ritmo de corrida. A gente perde muito isso quando fica muito tempo fora”, completou o piloto que fez sua última temporada completa na categoria há quatro anos.

A equipe Cavaleiro Sports está em sua terceira temporada na Stock Car e este ano tornou-se parceira da Hot Car/Bardahl.

O resultado das corridas em Curitiba

Corrida 1 :
1-) 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) – 34 voltas em 46min02s531 (média de 163,7 km/h)
2-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 0s547
3-) 18 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 14s358
4-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 18s649
5-) 77 Valdeno Brito (TMG Racing) – a 20s462
6-) 4 Julio Campos (C2 Axalta Racing) – a 27s093
7-) 12 Lucas Foresti (Full Time-ProGP) – a 31s004
😎 0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 43s233
9-) 25 Tuka Rocha (RZ Motorsport) – a 49s627
10-) 26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) – a 52s480
11-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 54s633
12-) 99 Xandynho Negrão (Cavaleiro Sports) – a 55s479
13-) 9 Guga Lima (TMG Racing) – a 57s951
14-) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 1min06s637
15-) 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 1min14s853
16-) 63 Nestor Girolami (Eisenbahn Racing Team) – a 1min15s885
17-) 51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 1 volta
18-) 5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) – a 1 Volta
19-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 2 Voltas
20-) 8 Rafael Suzuki (Vogel Motorsport) – a 4 Voltas
21-) 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – a 5 Voltas
22-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 7 Voltas
23-) 110 Felipe Lapenna (Hot Car Competições) – a 8 Voltas
24-) 70 Diego Nunes (União Químsica Racing) – a 8 Voltas
25-) 56 Danilo Dirani (RZ Motorsport) – a 9 Voltas
NÃO COMPLETOU
26-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Axalta Racing) – a 11 Voltas
27-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) – a 13 Voltas
28-) 73 Sergio Jimenez (Cavaleiro Sports) – a 28 Voltas
29-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 34 voltas
MELHOR VOLTA: Ricardo Mauricio, 1min20s528 (165,1 km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Corrida 2:
1-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – 22 voltas em 31min35s222 (média de 154,4 km/h)
2-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 0s941
3-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 1s462
4-) 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 3s370
5-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 4s381
6-) 5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) – a 5s395
7-) 73 Sergio Jimenez (Cavaleiro Sports) – a 6s580
😎 63 Nestor Girolami (Eisenbahn Racing Team) – a 7s308
9-) 56 Danilo Dirani (RZ Motorsport) – a 7s619
10-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Axalta Racing) – a 8s074
11-) 8 Rafael Suzuki (Vogel Motorsport) – 8s353
12-) 18 Allam Khodair (Full Time Sports) – 8s765
13-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – 8s998
14-) 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) – 11s818
15-) 0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – 13s117
16-) 25 Tuka Rocha (RZ Motorsport) – 13s243
17-) 9 Guga Lima (TMG Racing) – 13s585
18-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) 56s421
19-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) – a 2 voltas
20-) 77 Valdeno Brito (TMG Racing) – a 3 voltas
21-) 51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 6 voltas
NÃO COMPLETOU
22-) 110 Felipe Lapenna (Hot Car Competições ) – a 7 voltas
23-) 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – a 8 voltas
24-) 99 Xandynho Negrão (Cavaleiro Sport) – a 11 voltas
25-) 70 Diego Nunes União (Química Racing) – a 16 voltas
26-) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 16 voltas
27-) 12 Lucas Foresti (Full Time-ProGP) – a 16 voltas
28-) 26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) – 23 voltas
29-) 4 Julio Campos C2 (Axalta Racing) – 23 voltas
MELHOR VOLTA: Thiago Camilo, 1min20s272 (165,7 km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Classificação do campeonato, após nove etapas (Top-10):
1-) Felipe Fraga, 227 pontos
2-) Rubens Barrichello, 183
3-) Valdeno Brito, 167
4-) Max Wilson, 148
5-) Daniel Serra, 140
6-) Cacá Bueno, 138
7-) Marcos Gomes, 137
😎 Allam Khodair, 137
9-) Ricardo Mauricio, 135
10-) Vitor Genz, 130
15-) Sérgio Jimenez, 97
31-) Xandinho Negrão, 12

Mais informações sobre a equipe:
https://www.facebook.com/cavaleirosports
https://www.instagram.com/cavaleiro_sports/

  • Tags:
  • Compartilhamento:

Categorias

Visualizar notícias por: